Diante das rápidas mudanças tecnológicas, um dos maiores desafios das empresas é a criação de produtos e serviços que não se tornem obsoletos rapidamente. Por esse motivo, elas recorrem à metodologia conhecida como design thinking, muito utilizada no Vale do Silício — região norte-americana que costuma lançar frequentemente empresas inovadoras no mercado.

Essa metodologia pode ser traduzida em uma forma eficaz de pensar, podendo ser aplicada em muitas situações que exigem criatividade. Ao mesmo tempo, facilita o fluxo criativo dentro do ambiente de trabalho.

O design thinking pode revolucionar a maneira como a sua equipe encontra soluções inovadoras para os problemas. Continue a leitura, conheça o método design thinking e saiba como aplicá-lo ao seu negócio.

Definindo design thinking

Trata-se de uma forma de abordagem que foi tomada no campo do design e adaptada às empresas e corporações. Proveniente da língua inglesa, esse termo pode ser traduzido como “pensamento do design” ou “pensar como designer”. Além de focar a estética de produtos e serviços, o design promove o bem-estar na vida das pessoas.

No mundo dos negócios, a utilização do termo design thinking tem a ver com inovação. O modo como um designer enxerga o mundo e as pessoas que estão à sua volta é exatamente o que os gestores das empresas buscam para expandirem seus horizontes na hora de criar projetos e executar tarefas.

O profissional do design enxerga o mundo ao seu redor de maneira holística, por meio da observação de aspectos cognitivos, emocionais e estéticos que afetam as experiências humanas. Já os gestores buscam fazer o mesmo, só que em seus respectivos contextos, para identificar problemas e obter respostas inovadoras para eles.

As etapas do design thinking

Imersão

Trata-se do momento em que ocorre a identificação do problema e a transformação dele em desafio. Essa também é uma etapa que envolve empatia, pois tentamos nos colocar no lugar da persona que consome ou consumirá o produto/serviço para entender quais são suas necessidades.

Ideação

Etapa em que ocorre a co-criação com pessoas de diferentes representatividades para a empresa. A diversidade de visões enriquece o brainstorm e facilita a visualização do problema em questão. Aqui, a quantidade de ideias é mais importante que a qualidade delas, pois o debate precisa ocorrer.

Prototipação

As melhores ideias da etapa anterior são encaminhadas para a prototipação, ou seja, a construção de um protótipo que simula a concretização da ideia — pode ser tanto um objeto quanto um processo. Aproveita-se o momento para testar a eficácia do protótipo, de modo que ele fique o mais preciso possível.

Desenvolvimento

Etapa na qual ocorre a transformação do problema em oportunidade. Cria-se um planejamento com o cronograma de todas as tarefas que serão executadas para colocar o protótipo em ação. Definem-se ainda os responsáveis, indicadores e métodos de avaliação para que se certifique de que a solução é realmente eficaz.

Como aplicar o design thinking

Capacitando as equipes de vendas e atendimento

Essas duas equipes se encontram na linha de frente com o cliente. Por esse motivo, elas precisam saber coletar informações importantes dos consumidores e se colocar no lugar deles para disponibilizarem soluções eficazes. Quanto mais engajados e focados forem os seus funcionários, maior será a sua capacidade de aplicar o design thinking.

Flexibilizando algumas regras, processos e diretrizes

O mundo atual exige das empresas uma alta capacidade de adaptação. Por isso, regras, diretrizes, posicionamentos e processos precisam ser revistos constantemente para que não se tornem obsoletos. Para encontrar soluções inovadoras, a sua empresa não se pode deixar engessar por conceitos que não evoluem.

Aprendendo com os próprios erros

Em vez de se desesperar ao errar, aprenda com isso. Siga as etapas do design thinking que apresentamos aqui para atingir um nível mais alto de segurança em suas ações. Essas etapas reduzem a hipótese de a solução final apresentar falhas. Mesmo assim, caso apareçam, encare-as como fator de aprendizado.

O design thinking também pode ser aplicado por meio do estímulo à geração de ideias com foco no bem-estar das pessoas. Para tal, mantenha equipes multidisciplinares e valorize a diversidade de opiniões para extrair as melhores soluções.

Compartilhe este artigo nas suas redes sociais e marque seus amigos e colaboradores que precisam conhecer o design thinking.